Publicado em: 05/07/2017.

O juiz da 2ª Vara da Comarca de Armação dos Búzios, na Região dos Lagos, Marcelo Alberto Chaves Villas, decidiu pelo afastamento do prefeito André Granado Nogueira da Gama; do secretário de Fazenda, Renato Jesus;  do representante do Conselho Municipal de Turismo, Alberto Frederico da Veiga Jordão, e do sócio do portal Diário Costa do Sol, Everton Fabio Nunes Paes, por improbidade administrativa. A decisão foi tomada após pedido feito pelo Ministério Público, com base no Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC). O magistrado também decretou o bloqueio das contas bancárias dos réus, assim como indisponibilidade de bens imóveis e veículos.

No dia 1º de junho, o prefeito foi afastado do cargo por 90 dias, acusado de fraudes em 21 contratos de licitação no município desde 2013 e está sendo investigado por uma Comissão Parlamentar Processante (CPP). Uma das empresas, que trabalha com aluguel de ambulâncias, teria firmado contrato de emergência com a Prefeitura para beneficiar terceiros. Mas uma liminar da Justiça suspendeu o afastamento dias depois e o mesmo o retomou ao cargo.

De acordo com a decisão do juiz, o Ministério da Justiça já foi informado a fim de averiguar a existência de eventuais contas dos réus no exterior para bloqueio, expedindo as diligências necessárias para o ato. Tanto as ações de improbidade e a ação penal ainda tramitam na Justiça, em fase de produção de provas. Com a perda do mandato de Armação dos Búzios, quem assume a gestão municipal enquanto perdurar o afastamento é o vice-prefeito Carlos Henrique Gomes.

Fonte: http://www.tjrj.jus.br/web/guest/home/-/noticias/visualizar/46507?p_p_state=maximized